Novidades :: Pousada 3 Vales :: Descanso, lazer, diversão e gastronomia entre as belezas naturais da Mata Atlântica :: Divisa Petrópolis-RJ e São José do Rio Preto-SP
logo-pousada-3-vales, fundo verde peixe dourado
Max °
Min °

Fonte:Tempo Agora

Faça a sua Pré-Reserva

NOVIDADES

20 de janeiro de 2017

Falar com cachorros com 'voz de bebê' funciona, diz estudo

 

Qualquer pessoa que já teve um filhote de cachorro sabe como as pessoas tendem a se portar em frente dos pequenos cães: todos falam com aquela "voz de bebê".


E apesar das críticas de alguns, dirigir-se aos cachorros com essa entonação - tom de voz agudo, com palavras pronunciadas mais lentamente e melódicas - realmente funciona com os cachorros, é o que aponta um estudo feito pela Universidade de Saint-Etienne da França.


A primeira conclusão que chegaram os especialistas é de que as pessoas tendem a tratar espontaneamente todos os cachorros como se fossem bebês. No entanto, o "estilo" só funciona com os cães filhotes, já que os cachorros adultos demonstraram indiferença quanto ao "baby talk".


Para verificar isso, 30 mulheres leram frases como "Muito bem garoto" e "Vem aqui doçura", enquanto olhavam fotos de filhotes caninos. Depois, as voluntárias também disseram as frases olhando fotos de pessoas. Ali comprovou-se que para os filhotinhos, as mulheres alçavam suas vozes para tons mais altos e musicais, enquanto para humanos elas pronunciaram as frases com suas vozes normais.


A melhor explicação para essa reação é a teoria do "baby schema", a qual afirma que as características de um bebê humano e de um filhotes canino, como olhos grandes, cabeça grande e bochechas redondas induz o cérebro humano a um sentimento de "fofura". Isso ajuda a unir os pais com os bebês e a conduzi-los a passar mais tempo com seus filhos, um recurso quase 'evolutivo' da natureza.


Já para os animais, os especialistas os submeteram apenas a escutar os sons. E o resultado mostrou que 10 em 10 filhotes reagiaram imediatamente aos comandos com a "voz de bebê", de maneira enérgica, abanando os rabos e procurando de onde vinha a voz. Já os cães adultos mostraram indiferença com o "baby talk" e ignoraram as gravações de voz.


Talvez os resultados dos cães adultos fossem diferentes se as chamadas tivessem sido feitas por pessoas presentes na sala, ao invés de colocar apenas a voz, ou se o teste tivesse sido feito com vozes familiares. Isso porque a dedução dos cientistas é de que os animais adultos tendem a ser mais seletivos e a obecederem apenas àqueles que já possuem alguma relação de afeto.


O coordenador do estudo, Nicolas Mathevon, acredita que provavalemente o "baby talk" ajuda os filhotes caninos a aprenderem novas palavras, um pouco semelhante ao processo de aprendizagem dos bebês.

 

 

Fonte: Tribuna da Bahia


VER MAIS NOVIDADES


depoimentos

Estrada Silveira da Motta, km 10,5, Posse - Petrópolis - RJ
Check in de 14h00 às 22h00 e check out até às 12h00

(24) 2224-5406 - (24) 99279-9296

Central de Reservas Rio de Janeiro: (21) 97145-1020

logo-pousada-3-vales, fundo verde peixe dourado